quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Avô

Quem se desloque à  serra do Açor, vai trazer na lembrança gratas recordações das suas paisagens luxuriantes, das suas gentes hospitaleiras e dos suas pitorescas povoações. 



Uma localidade que merece uma visita e que pode proporcionar uns dias de descanso inesquecíveis, desfrutando duma natureza ímpar, é Avô.
Esta  pequena e antiquíssima vila fica situada no sopé da serra, banhada pelo rio Alva e pela ribeira de Pomares.



Outrora habitada pelos romanos, que  talvez tenham sido os fundadores do Castelo, foi também ocupada pelos Mouros, até ser conquistada por D. Afonso Henriques. 
Recebeu Carta de Foral em 1187, outorgada por D. Sancho I, passando a ter funções de sede de concelho, apenas extinto em 1855.



Na vila há pontos turísticos que merecem uma visita.
- As ruínas do Castelo e da Ermida de São Miguel (séc. XVI e XVII);



-  Igreja Matriz (séc. XVIII);



- Capela de Nossa Senhora dos Anjos (séc. XVIII);



- Capela de Santa Quitéria (séc. XVII);



- Capela de São Pedro (séc, XVI);



- Pelourinho (séc. XIV).



- Praia Fluvial situada na confluência do  rio Alva com a ribeira de Pomares;



- Casa do Poeta Brás Garcia de Mascarenhas;



- Ilha do Picoto;



- Coreto;



- Miradouro;...




Obrigada pela sua presença. Volte sempre.



terça-feira, 15 de agosto de 2017

Festa nas Casarias

As Casarias vão realizar a sua festa em honra de Santa Bárbara de 18 a 21 de Agosto.
O Programa é o que se segue.





Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Barrigueiro



Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Porque é fim de semana: Samoura, Nogueiro, Linteiro

Porque é fim de semana, vamos continuar a conhecer mais algumas aldeias do concelho de Góis e da freguesia de Vila Nova do Ceira.
Hoje vamos conhecer mais três povoações.

Samoura e Nogueiro
Estas são duas localidades praticamente ligadas. Só Nogueiro tem Capela.



Inicialmente, o santo protector da povoação era Santo António, no entanto, foi substituído por Nossa Senhora dos Remédios. 
A Capela foi construída no local onde no passado existiu uma outra mais pequena que se situava no espaço ocupado pela actual sacristia e que pertencia aos proprietários da Quinta do Baião (Salgueiral). Em 1789 tinha confraria. 

Linteiro
Um pouco mais afastada, no outro lado do Ceira, encontra-se a aldeia de Linteiro.



A padroeira da aldeia é Nossa Senhora do Carmo. 
A Capela começou a ser construída nos anos 40 do século passado, para ter como orago  São Salvador do Mundo, mas não foi concluída.
Só em 1965 foi concluída, recebendo então como padroeira a Nossa Senhora do Carmo. 



Obrigada pela sua presença. Volte sempre!


quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Festa do Sobral Magro

A minha aldeia também vai estar em festa durante este mês. Assim, nos próximos dias 18, 19 e 20 irão homenagear o seu padroeiro São Domingos.
O Programa é o que se segue.



Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Festa do Sobral Gordo

O Sobral Gordo vai estar em festa nos dias 14, 15 e 16 de Agosto. Eis o programa:



Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Festa na Moura da Serra

A aldeia da Moura da Serra, também  vai estar em festa nos próximos dias 11, 12, 13 e 14 de Agosto. O Programa é o seguinte:





Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Lançamento do Livro de Maria Otília Henriques

A Câmara Municipal de Arganil  vai proceder ao lançamento do livro "Entre o Céu e a Terra", da autoria de Maria Otília Henriques, uma amiga natural de Monte Frio, uma aldeia da serra do Açor.
O evento vai ter lugar na Biblioteca Alberto Martins de Carvalho, em Coja, na  próxima Quinta-Feira, 10 de Agosto pelas 16h.  




Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Porque É Fim de Semana: Inviando Várzea Pequena Carvalhais

Porque é fim de semana, vamos agora partir à descoberta de mais algumas aldeias do concelho de Góis e freguesia de  Vila Nova do Ceira.
Sabe-se que há dez mil anos atrás, esta zona fazia parte dum lago pouco profundo que se estendia até Góis, protegido por um muro de rocha quartzítica, de que resta   o desfiladeiro da Candosa. Depois de secar, o lago deixou  terrenos carregados de sedimentos que ajudados pela irrigação do rio Ceira, originaram  os férteis solos da região. As localidades de hoje encontram-se situadas nessa mesma região.

Inviando


Esta localidade é uma das  aldeias localizadas nessa zona,  bem perto de Vila Nova do Ceira, na outra margem do rio .
Durante o século XIV e  XX, a aldeia era fértil na actividade agrícola e ainda hoje se encontram os campos cultivados e  grandes pomares em redor  das habitações. 
Não existe nenhuma capela na aldeia pois Inviando  encontra-se muito próxima da igreja da Várzea Grande (Vila Nova do Ceira). 

Carvalhais




Seguindo a estrada para a Várzea Pequena, um pouco antes  desta povoação, chegamos a Carvalhais.
Esta localidade é formada por  uma velha quinta, algumas casas de campo, mas a maior parte é constituída  por casas novas. 

Várzea Pequena




Segundo alguns estudiosos da história da região, a Igreja Paroquial dedicada a São Pedro, situava-se junto desta povoação. Ali têm aparecido várias ossadas e até um esqueleto completo,  comprovando ter ali existido uma igreja, local onde eram enterrados os defuntos.
Só em 1653 se começou a fazer serviço religioso na Capela de S. Sebastião, na Várzea Grande, que era  também conhecida por Várzea de São Sebastião.



Inicialmente a aldeia era conhecida por Várzea de Santa Isabel, possivelmente devido à construção dum templo em honra de Santa Isabel, após ter desaparecido a igreja antiga.  Só a partir de  1661 passou a chamar-se Várzea Pequena. 
A Capela de Santa Isabel foi alvo de obras em 1808 e reconstruída em 1936.





Obrigada pela sua presença. Volte sempre.



quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Festa da Sorgaçosa

Desta vez é a Sorgaçosa que está em festa. O Programa é o seguinte:





Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Imagens Que Falam Por Si


Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Festa no Agroal



O Agroal também vai estar em  festa.
A sua Comissão de Melhoramentos vai realizar a festa em honra de Nossa Senhora da Saúde, nos próximos dias 11, 12, 13, 14 e 15  de Agosto.
O Programa é o seguinte:
Dia 11 - Sexta-feira 
21.30 horas -  Procissão de Velas, com a colaboração do leigo Abílio Lopes Francisco;
22.30 horas -  Abertura da quermesse.

Dia 12 - Sábado 
11.30 horas -  Eucaristia em honra de Nossa Senhora da Saúde;
13 horas - Leilão de oferendas à porta da capela;
15 horas -  Abertura da quermesse; 
22 hora - Baile abrilhantado pelo Duo Musical “Os Thysurbry”.

Dia 13 -  Domingo
13 horas - Almoço- convívio servido no «Parque dos Presidentes»;

Dia 16 - Segunda-feira
09 horas - Missa em honra dos sócios falecidos.

Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Ah a frescura na face de não cumprir um dever!




Ah a frescura na face de não cumprir um dever!
Faltar é positivamente estar no campo!

Que refúgio o não se poder ter confiança em nós!
Respiro melhor agora que passaram as horas dos encontros.
Faltei a todos, com uma deliberação do desleixo,
Fiquei esperando a vontade de ir para lá, que eu saberia que não vinha.
Sou livre, contra a sociedade organizada e vestida.
.
Estou nu, e mergulho na água da minha imaginação.
É tarde para eu estar em qualquer dos dois pontos onde estaria à mesma hora,
Deliberadamente à mesma hora...
Está bem, ficarei aqui sonhando versos e sorrindo em itálico.
É tão engraçada esta parte assistente da vida!
Até não consigo acender o cigarro seguinte... Se é um gesto,
Fique com os outros, que me esperam, no desencontro que é a vida.

Álvaro de Campos


Obrigada pela sua presença. Volte sempre!

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Porque É Fim de Semana: Barreiro, Chão dos Santos, Passô e Juncal

Porque é fim de semana, vamos agora partir à descoberta de mais algumas aldeias da freguesia de  Vila Nova do Ceira.
Hoje é a vez dum grupo de três localidades vizinhas:
Barreiro

Esta aldeia  situa-se ao longo da estrada principal que passa entre Vila Nova do Ceira e Olho Marinho. 
As casas antigas foram construídas das pedras glaciares redondas que existem em abundância na região. A terra por baixo da aldeia desce suavemente até ao rio Ceira onde os solos férteis já são cultivados há muitos séculos.


A padroeira da aldeia é Nossa Senhora da Glória.
A Capela data de 1916 e foi mandada construir por um habitante da Várzea Pequena em cumprimento duma promessa.


Chão dos Santos 


Bem perto do Barreiro, situa-se esta pequena povoação onde existia   uma grande fábrica de cerâmica que utilizava o barro abundante no vale do Ceira  para fazer tijolos, telhas e também para a produção de tintas. 
Fora da fábrica, na outra parte do vale, existe um velho forno onde se faziam telhas serranas e por cima do forno  os buracos de onde o barro era extraído. Esta fábrica  era local de trabalho de muitos habitantes da região, tendo entretanto encerrado. 


A padroeira da povoação é Santa Barbara.
Inicialmente, a capela situava-se junto à fábrica de cerâmica e, mais tarde foi transferida para a actual localização.
A festa realiza-se sempre no último fim-de-semana de Agosto.

Nas imediações destas duas localidades, encontram-se ainda algumas outras, com as mesmas características.
São exemplo disso:

Juncal 

Passô



Casal do Arrassaio





Obrigada pela sua presença. Volte sempre.